Investimento TC-C15-i02

Investimento TC-C15-i02

i02: Expansão da Rede de Metro do Porto – Casa da Música-Santo Ovídio (299 M€)

Com o objetivo de expandir a cobertura territorial do sistema de metro na Área Metropolitana do Porto e reduzir os problemas de congestionamento do eixo Porto – Vila Nova de Gaia, pretende-se com este investimento, cuja execução será levada a cabo pela Metro do Porto, SA, expandir a rede do Metro do Porto, com a construção de uma nova linha com uma extensão de 6,74 km em via dupla, contribuindo para a descarbonização e para apoiar a transição energética no setor da mobilidade, promover a utilização de transporte público, promover a coesão económica, social e territorial, mitigar os efeitos económicos e sociais da crise pandémica e criar emprego.

Prevê-se que esta linha se desenvolva entre a estação Boavista/Casa da Música da linha G (linha Rosa entre Liberdade/S. Bento e Boavista/Casa da Música), no Porto, e uma nova estação a construir em Santo Ovídio (interface com a linha Amarela), em Vila Nova de Gaia. Esta linha expande-se em túnel, à superfície, em ponte sobre o rio Douro e em viaduto, com as seguintes extensões:

a) 4.500 m em túnel: 2.770 m em túnel mineiro; 1.730 m de túnel a executar pelo método Cut&cover;

b) 2.240 m à superfície, dos quais: 600 m em viaduto (alargamento do viaduto existente na VL8, viaduto após a Rotunda e viadutos de ligação à nova ponte sobre o Rio Douro); 600 m ponte sobre o Rio Douro; 1.040 m em plataforma de superfície.

A nova linha irá abranger 8 estações:

  • Boavista/Casa da Música (subterrânea – Cut&cover: estrutura a construir/construída na empreitada da linha circular);
  • Campo Alegre (subterrânea – Cut&cover);
  • Arrábida (subterrânea de baixa profundidade – Cut&cover);
  • Candal (superfície);
  • VL8/Rotunda (superfície – eventualmente desnivelada);
  • Devesas (subterrânea de baixa profundidade – Cut&cover);
  • Soares dos Reis (subterrânea);
  • Santo Ovídio (subterrânea de baixa profundidade – Cut&cover).

Subscreva a nossa Newsletter

E receba em primeira mão atualidades do PRR.