230 Milhões para a criação de emprego sustentável

230 Milhões para a criação de emprego sustentável

A criação de postos de trabalho permanentes, a minimização da precaridade entre os jovens e a criação de medidas que promovem a igualdade entre homens e mulheres no acesso aos postos de trabalho, é agora um caminho a percorrer com mais solidez. O investimento de 230 Milhões de euros da componente C 6 – Qualificações e competências, já está disponível para as empresas e trabalhadores.

Este financiamento irá permitir apoiar a criação de 30 mil contratos de trabalho permanentes até 31 de dezembro de 2023.

O aviso do IEFP, entidade gestora deste investimento do PRR, publicado em www.recuperarportugal.gov.pt, define as condições de acesso das empresas a este apoio da maior importância, num momento crucial para a resiliência da economia portuguesa.

A medida abre novas oportunidades para a estabilidade no mercado de trabalho e equidade social, promovendo apoios privilegiados a pessoas que têm tradicionalmente maiores obstáculos no acesso ao emprego.

Em linha com os princípios do Pilar Europeu dos  Direitos Sociais, o Plano de Recuperação e Resiliência alavanca medidas para:

  • Prevenir e combater o desemprego e estimular a contratação de desempregados, nomeadamente jovens e pessoas com deficiência e incapacidade;
  • Fomentar e apoiar a criação líquida de postos de trabalho;
  • Promover a melhoria da qualidade do emprego, incentivando vínculos laborais mais estáveis e promovendo a fixação de salários adequados;
  • Promover a igualdade de género no acesso e condições do mercado de trabalho.

Conheça  todos os detalhes do aviso de candidatura aqui

Esta é a #recuperacaoemacao